Sim, porque não será extenso; não haverá lugar para vazios.
As palavras aqui ocuparão parte do espaço: algumas gavetas,
geladeira, a cima das mesas, parte do armário do banheiro...
Mas não todo o imóvel.
A outra parte será destinada a quem desejar visitá-lo, tomar
por empréstimo alguns vocábulos moldá-los, ou mesmo senti-los.
Não será necessário bater a porta sempre que se desejar entrar,
se a causa for justa e as palavras respeitadas,os visitantes serão
sempre bem vindos.
Caso deseje deixar de lembrança alguns termos poucos ou muitos
não se preocupe com a disponibilidade de espaço,
o compactoimóvel só estará completo para aquele que não
gostar do aroma da torta de morango no forno, das rosas na
janela ou mesmo para quem se sinta grande demais
a ponto de não caber em seus cômodos.

Todos os demais,
sejam bem vindos.

sábado, 15 de fevereiro de 2014

Menina dos olhos mutantes

Menina do sorriso de fita de cetim
Menina dos olhos recessivos por hora
Menina não sabe bem o que sentir
Só conhece o desejo que vai e volta

Letras e as músicas fazem-na sorrir
Tom e a voz fazem-na chorar
Sabedoria sabe faze-la feliz
Menina sem pé de samba quer dançar

Não, não sei bem quem ela é
pois não decide ao menos o tom
dos cabelos a colorir

en-tão veja bem, ôh solidão
que deseja o seu coração
vá embora, que a saudade já passou

Menina que dança feliz pela rua
que cuida de quem não pode pedir
que brinca com a infância que nasceu depois
que sempre está pronta pra sorrir

Menina  não poupa o que dizer
por horas estás a brigar
com aquele que diz tortas palavras
com aquele que não quer lhe respeitar

A inocência se faz em face dela
acorda, dança e com ela dorme
sua pureza transpira em  pele
fazendo-se de suor, de sal,  perfume

Menina que voa com os pés no chão
está interessada no que não pode ver
vive em mundo só seu, num balão
vive  a rodopiar em imaginário carrossel

Menina que dança feliz pela rua
que cuida de quem não pode pedir
que brinca com a infância que nasceu depois
Menina que sabe ser  feliz

O que dizer que ela pensa agora
La no seu mundo particular
Intransitável para outro qualquer
Vestida pra festa está
Intenso sorriso de fita
Atando os lábio no lugar...